Preconceito contra Otakus no site G1 da GLOBO


A 10 dias atrás, o site G1 da Globo, publicou uma matéria bem ofensiva aos Otakus. A matéria chegou ao meu conhecimento hoje, e resolvi compartilhar aqui para as pessoas que ainda não chegaram a ler a matéria ter conhecimento da mesma.

O Link da matéria: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2013/10/conheca-os-otaku-os-japoneses-que-preferem-namoradas-virtuais-sexo.html

Pra evitar qualquer alteração futura na matéria, resolvi tirar um Print e postar aqui pra vocês:



=====================
Vale lembrar que a matéria foi Editada, se vocês repararem bem no inicio da página:

Isso mostra que algo bem pior poderia estar na matéria original.
=====================
O que dizer sobre uma matéria dessas?

Quem escreveu a matéria além de ser alguém completamente desinformado e imaturo, é também preconceituoso. E o pior de tudo é que vem de um site como o site da GLOBO que hoje é o SEXTO site mais acessado no Brasil e está entre os 105 mais acessados no mundo inteiro, aí todo mundo acredita quando lê; e o preconceito contra nós já existia pelas pessoas pensarem que isso "é coisa pra criança", esse preconceito agora vai ficando cada vez pior.
Já somos obrigados a aceitar a falta de Animes e Tokusatsus na Tv, e agora mais essa.
Por que o G1 não entrevistou algum Otaku Brasileiro?  Alguém que participa de eventos como o AnimeFriends?  ou melhor, por que não foram ao AnimeFriends antes de publicar a matéria acima?

Nós Otakus/Nerds/Tokufãs sabemos como essas séries nos ensinam cultura inteligente, motivação para superação e exemplos de amizades verdadeiras, diferente de muita porcaria americana que é assistida no mundo todo, e bem melhor que Big Brother Brasil e as Novelas exibidas na rede Globo onde só ensina o que é Traição e a dar golpe nas pessoas, a novela das 21hs "Amor à Vida" é um bom exemplo, onde está o Amor à Vida na novela? Alguém sabe me explicar?

Quero que filho meu cresça como Otaku assistindo Animes e Tokusatsus ao invés de assistir essa programação porca que temos hoje na Tv aberta, principalmente na rede Globo. pronto Falei!

Além disso, vale lembrar que segundo a matéria, os "Otakus preferem namoradas virtuais a sexo", mas onde estão as mulheres na matéria? Pra que role sexo real as mulheres tem que querer também, portanto a culpa não significa que seja dos homens... Isso ficou muito vazio.

Até quando vai esse preconceito?
Deixe seu comentário aqui abaixo, deixando a sua opinião sobre a matéria.
Será que algum de vocês concordam com a matéria do G1 ?

Abraços

Mineirinhooo

Compartilhe com os amigos :

+ comentários + 29 comentários

3 de novembro de 2013 14:11

Mas no japão é assim mesmo, não é preconceito, lembrando que a diferença entre o otaku japonês do brasileiro, tenho amigos no japão e eles falam que é assim mesmo, as mulheres não quererem se relacionar e os homens acabam ficando assim, a matéria não fala do público mundial que curte animes. Eu mesmo curto animes, tokusatsus, mangás, ia em eventos, e já fui casado duas vezes, namorei bastante e tenho um filho. Parem de endeusar o Japão, lá não é essas mil maravilhas que vocês imaginam!

3 de novembro de 2013 14:16

Uma coisa estranha da matéria, é o fato de criticarem a baixa natalidade de crianças fora do casamento, como se isso fosse uma virtude.
Lamentável.

3 de novembro de 2013 14:27

seria virtude preferir sexo a alguma outra coisa como a leitura ? '-'

3 de novembro de 2013 14:29

@Thiago SilvaO problema é que a matéria não fala que são "as mulheres" que nao querem se relacionar, fala apenas que os japoneses (e entrevista 2 homens) preferem namoro virtual ao inves de sexo de verdade.. Pra qualquer homem fazer sexo (seja Otaku ou nao) a mulher tem que querer tbem, e onde estão as mulheres na matéria?

3 de novembro de 2013 14:52

A mídia manipuladora nunca para, eles querem é difamar o Japão e as pessoas que gostam de animes e tokusatsus, eles esperam que os japoneses tenham 9 ou 10 filhos como muitas familias brasileiras que nem condição tem pra isso.
Rede Globo e qualquer ramificação dela só quer manipular como disse o Unknown, crianças fora do casamento não é nenhum titulo a se vangloriar

3 de novembro de 2013 15:15

A matéria fica sem sentido no momento que fala q um deles é casado, porra de matéria bem perdida!

3 de novembro de 2013 15:31

nao achei nenhum preconceito O.o

3 de novembro de 2013 15:59

No japão as pessoas se casam entre 25 ah 35 anos ,devido a uma educação muito boa e ríspida quase não tem casos de adolescentes gravidas ou pais adolescentes, devido ah essa cultura em media os casais tem 1 ou 2 filhos no máximo, e se notar quantos meninos estão na rua aqui com pai ou sem,compara com la,ai você vai ver qual esta mais certo.

3 de novembro de 2013 16:18

Mineirinhooo, a reportagem mostra a realidade do Japão. Uma coisa é Otaku Japonês e outro no restante do mundo.
Ao contrário de como as pessoas aqui usam o termo otaku como fã de mangá/anime/tokusatsu ou simples nerd/geek, o Otaku no Japão é considerado por muitos como se fossem tarados ou a ponto de chegar a um extremo de isolamento (pq convenhamos, os otakus brasileiros ainda se socializam entre si, lá não é bem assim). Não são só as mulheres japas que ojerizam, mas é coisa geral, lembro que quando fui fazer "baito" lá e comentei que eu era otaku a um colega japonês, e ele respirou um pouco e falou "vc tem certeza do que tá falando?" com uma expressão equivalente a alguém dizer, como por exemplo, "sou necrófilo" ou coisa do tipo.
Otaku japonês realmente é uma "porta", quer só a coisa virtual, por isso que lá vende como água esses jogos de "The Sims - versão colegial", é bizarro mesmo. Aqui, acho que uma minoria, ou até nem tem gente que gosta deste tipo de jogo. Aqui, mesmo o otaku mais tímido, acaba chegando em alguma garota.
Assim como ocorre em problemas de tradução, o mundo ocidental acabou abraçando uma tradução exata de otaku = fã, só que toda língua tem suas peculiaridades e você acha que uma palavra aqui tem mesmo significado lá fora. A reportagem está errada no sentido de poder causar interpretações erradas, mas ela realmente descreve o que ocorre no Japão.

3 de novembro de 2013 16:49

Eu usei mulheres apenas como um exemplo, nosso amigo Tiago Shiado já mencionou o que eu iria retrucar! Aqui otaku é igual a fã, nós saímos, temos amigos, nós homens chegamos nas meninas, mesmo os mais tímidos conseguem algo, lá não, é isso que eu falei e que o Tiago Shiado frisou.

3 de novembro de 2013 18:05

so li verdades infelizmente. so ler manga welcome nhk q vai ver q eh real

3 de novembro de 2013 18:46

@Thiago Silva

tá mais que certo, Brasileiro esquece que otaku só é considerado algo "BOM" no Brasil mas no japão isso é ofensa, o fato de ser pessoas antissociais que por besteira estão fadados a cometer suicídios ou viver em eterna solidão, adoro tokusatsu e animes, sou casado, tenho 1 filho lindo mas assim como o editor dessa matéria tenho vida social, diferente desses japonêses fanáticos que muito brasileiro FANBOY quer ser.

3 de novembro de 2013 20:47

Na minha opinião o que a matéria apresenta são casos que ocorrem em maioria entre otakus, mas discordo pelo fato de ser o motivo da diminuição da natalidade. Sobre opção por sexo ou não, relacionamentos, e opção de cada um, basta não dar a mínima importância, pois estamos no século 21 então deixe que assim como se publica o que quer se opta pelo que quer também. Deixem que falem, pois ao menos esse gênero otaku acrescenta cultura ao mundo.

3 de novembro de 2013 23:47

O problema da matéria é que só ouviu o lado japonês dos otakus. Então, uma pessoa de fora, que não conhece a cultura anime e mangá no Brasil e que aceita calada a manipulação da Globosta pendendo seu tempo assistindo BBB e novela, vão pensar que todos os otakus brasileiros são assim, o que é mentira. Esse foi mais um exemplo de tentativa de manipulação da opinião pública, o que só aumenta o preconceito contra nós otakus.

4 de novembro de 2013 00:00

Aff gente que matéria ridícula, eu tenho 25 anos uma namorada de 20 e através de mim ela conheceu os tokusatsus e está gostando, até Jaspion ela gosta, fora que animes e games que curtimos também e nem por isso nó deixamos nosso amor de lado, somos normais agimos normais frequentamos festas de amigos e família e temos mais vocabulário mais conversa do que outras pessoas que tiram os otakus de "anormais".

4 de novembro de 2013 03:10

POIS É MAIS EU Q NAO SOU BOBO NEM NADA SÓ VI ESSA MATÉRIA POR AKI MESMO NO TOKUSATSUS.COM.BR, PORTANTO AXO Q TO MAIS LIGADO AKI DO Q NO SITE DA GLOBO, O G1 E A GLOBO Q VÃO P/ P.Q.P. (resumindo essa matéria não merece meu comentário)

4 de novembro de 2013 17:07

Como sempre, eles só vêem o lado negativo. Uma vez há alguns anos, eles fizeram uma reportagem falando sobre RPGistas e seus "rituais" --'. Essa matéria sobre otakus é, além de ridícula, mais uma prova da incompetência do jornalismo brasileiro.

4 de novembro de 2013 17:10

Acho que teve gente que não viu nitidamente o nome JAPÃO, sem citar alguma coisa relacionada aos otakus Brasileiros, pra quem não sabe são duas coisas totalmente diferentes, no Brasil o otaku só e visto como algo novo é desconhecido ninguém tem esse preconceito enorme como tem no japão não '-'

4 de novembro de 2013 17:18

@Luis EdwardA questão Luiz, é que cada pessoa pode interpretar de um jeito, nós sabemos que no Brasil nao é assim, mas milhões de pessoas que viram isso no site da Globo nao sabem, e quando ouvirem falar de Otaku no Brasil, vao lembrar da matéria e pensar que somos da mesma forma.

4 de novembro de 2013 20:52

para a globo os otakus são estranhos antissociais que não vivem a vida, e só ficam preso num mundinho de ilusões a preferir viver , e ai não importa a nacionalidade, eles deram o exemplo dos japoneses pq la que nasceu, mas eles falam isso de tudo mundo que é , pq ou vc é a marionete pop e sem cérebro deles ou vc é um estranho que nunca será aceito pela sociedade que , não tem sexo e nem vida que vive isolado dentro de casa, essa é a vdd desses porcos da globo, seja como eles ou seja excluídos pela sociedade e viva como um ninguém

6 de novembro de 2013 08:49

@TSC - Tiago Shiado Cebola larga de ser boçal, é lógico que tem gente ke gosta eu mesmo gosto

24 de dezembro de 2013 11:19

É fato que "otakus Brasileiros" repudiam a TV aberta nacional, a arma que a globo tem contra isso é a nossa difamação entre os zumbis que ela mesma cria. Fazer uma matéria dessa mostrando de maneira vazia e parcial a realidade de uma parcela da população japonesa intitulada "otaku", cujo comportamento é de longe muito diferente dos otakus brasileiros, é uma tentativa clara de fazer com que os cabeças vazias manipulados pela globo acreditem que otaku é tudo igual independente do país que more, e acreditem, tem gente que é manipulável a esse ponto!

6 de janeiro de 2015 10:48

Eu moro no Japão a 17 anos e afirmo que não é como a globo diz. Otaku não é sinônimo de pessoas anti-sociais que vivem presas no quarto nem aqui no Japão e nem na China. Esses são os Otaku-niitos, e são a minoria entre os Otakus. Tenho vários amigos otakus aqui no Japão, todos eles trabalham e um deles é casado. Existe milhares de otakus no Japão, é ignorância acreditar que todos eles tenham esse estilo de vida, de se trancar no quarto e se perder no mundo das fantasias, caso contrário o Japão já teria quebrado de vez. Muitos Otakus trabalham inclusive de terno e gravata, inclusive eu mesmo já tive um chefe Otaku que chegava colocar posters de anime em seu escritório. Vamos parar de distorcer os fatos e generalizar as pessoas como faz a globo e BBC. Alias, a globo generaliza tanto os otakus de anime, porque será que ela não faz isso com os Otakus de futebol do Brasil, que em alguns casos chegam até a matar pessoas por briga de futebol?. É claro que a globo quer enfraquecer a onda otaku no Brasil, a final de conta, anime não traz tanto lucro quanto futebol pra Globo não é mesmo?

6 de janeiro de 2015 11:51

No entanto, o preconceito contra otakus no Japão realmente existe, assim como no Brasil existe preconceito contra emos. Isso acontece porque Existe uma quantidade muito maior de Otakus no Japão do que no Brasil, e assim como no Brasil, no Japão também existe generalização, algumas pessoas colocam otakus e otakuniitos no mesmo saco pelo simples fato de ambos serem otakus (Com a diferença que os otakuniitos, minoria dos otakus, são aquilo que a globo tentou descrever como sendo todos os otakus do Japão). Inclusive, alguns brasileiros sensacionalista que vem aqui no Japão, seja por falta de conhecimento, seja por pouca experiência no país ou falta de compreensão, acabam caindo na tentação da generalização. Quem conhece o Japão de verdade e passou a infância aqui, sabe que existe uma linha que separa os otakus tradicionais (A maioria) dos otakuniitos (Os descritos pela globo)

4 de abril de 2015 16:49

O problema é que no Brasil, os animes ficam caros para as emissoras, e não dão tanto lucro, logo eles preferem os cartoons americanos que são mais baratos e tem boa qualidade como Hora de Aventura e Apenas um Show.
Na verdade, boa parte desses canais são sensacionalistas e gostam generalizar, na verdade 80% dos otakus são solitários e antissocias (sim, isso é verdade, mas 20% deles são aqueles que você encontra por aí e são sociáveis ou namoram). E o grande problema que afasta muita gente da galera otaku, é o preconceito contra os desenhos americanos.
Eu mesmo não curto animes, mas não simpatizo com a maioria dos otakus, porque eles lhe taxam, e chegaram ao absurdo de dizer que gosto de anime, porque gosto de alguns jogos da Nintendo. Fora o pessoal que vê tu lendo quadrinhos no celular, e acha que é mangá, quando na verdade tu tá lendo as HQs do Homem-Aranha.
A dificuldade nos animes é a gritante diferença cultural entre nós, que os torna extremamente bizarros para a maioria de nós, fora a despreocupação do Japão, com colocar os animes aos moldes mundiais, invés de colocar grande peso da própria cultura todo santo desenho.
Ah e por último, tradicionalmente, os desenhos que passam na televisão, são passados visando o público pré-adolescente e crianças, pois são as pessoas que teoricamente tem tempo de ficar assistindo esses desenhos, enquanto adolescentes e adultos, costumam sair, ir a festas, pegar um cineminha... sabe como é, e estou certo nessa última parte

5 de fevereiro de 2016 14:47

Pra mim o cara que escreveu essa matéria além de kid é retardado mental.

14 de maio de 2016 15:46

Matéria que generaliza os Otakus,não mostra verdade e preconceituosa

20 de maio de 2016 17:41

Essa matéria é de 2013 e em pleno 2016 ainda faz sentido. Como muitos disseram aí, para a Globo, OU você faz parte do exército alienado de pessoas tentando se adequar ao padrão de beleza imposto por eles, aceita sem questionar as músicas de pop, sertanejo e funk ruins q eles tentam fazer as pessoas engolirem OU vc vai ser excluído pela sociedade e viver preso em seu mundinho de imaginação e trancafiado pra sempre no quarto. Se vc for homem,tem q ter cabelo curto e barba estilo Caio Castro, mulheres tem q ser mais uma Verão da vida. Escapou desse padrão, vai ser excluído. A Globo faz isso direto, para manter o mercado na ativa, já manchou a imagem dos Emos, já mostrou os RPGistas como satanistas, na copa de 2014 veio com uma pesquisa q se o homem odeia futebol tem fortes tendências a homossexualidade, e mais recentemente, ao apoiar o Impeachment da Dilma, fez com q generalizassem todos q a odeiam como petistas.
Se vc ver uma TV sintonizada na Globo, vista um capacete ou fuja do lugar para ñ pegar o raio alienador deles.

Postar um comentário

 
Copyright © 2014. TokusatsuS - Downloads de Tokusatsu com Qualidade! - All Rights Reserved
Proudly powered by Blogger